SENADOR EDUARDO BRAGA É PREMIADO POR TRABALHO PARA A CONSERVAÇÃO AMBIENTAL

22/02/2013 16:39

 

O senador Eduardo Braga (PMDB/AM) foi um dos homenageados esta semana com o Prêmio Global Conservation Hero. O evento foi realizado no Hotel Grand Hyatt, em São Paulo, e contou com a presença do ator Harrison Ford, vice-chair da Conservação Internacional (CI) – entidade que concedeu o prêmio para duas personalidades. Braga foi reconhecido pelo trabalho que realizou para a conservação do meio ambiente durante os sete anos de seu mandato como governador do Amazonas.

O senador dedicou o prêmio ao estado: “Esse prêmio não é meu. Esse prêmio é dos verdadeiros guardiões da floresta, que são as pessoas que moram no Amazonas”, agradeceu. Eduardo Braga convidou Harrison Ford para visitar o estado na sua próxima vinda ao país. O ator parabenizou o senador pelo trabalho realizado em prol da conservação ambiental.

Foi a primeira vez que dois políticos brasileiros receberam o prêmio da Conservação Internacional. Além de Braga, o governador do Amapá, Camilo Capiberibe, foi homenageado. Durante a cerimônia, o presidente global da entidade, Russell Mittermeier, destacou a importância de homens públicos realmente comprometidos com a questão do desenvolvimento sustentável no Brasil, especialmente na Amazônia.

Histórico

Quando esteve à frente do governo estadual, entre 2003 e 2010, Eduardo Braga criou a primeira Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento do Amazonas. Foi uma iniciativa pioneira no país, por incluir em uma única estrutura “meio ambiente” e “desenvolvimento sustentável”.

Outra conquista do senador para a conservação do meio ambiente no Amazonas foi a ampliação da rede de unidades de conservação no estado, que passaram de 12 para 41 unidades, um aumento de 241,6 % – o que corresponde a uma área conservada de 19 milhões de hectares. Nesse sentido, houve redução significativa do desmatamento no Amazonas. Em 2003, eram desmatados 1.593 hectares por ano, em 2010, esse índice era de 406 hectares.

Em 2007, o Amazonas promulgou a primeira Lei Estadual de Mudanças Climáticas do país. Essa lei garantiu a instituição do sistema de pagamento por serviços ambientais em unidades de conservação, conhecido como Programa Bolsa Floresta, que hoje beneficia mais de 8,4 mil famílias que moram nessas unidades. A lei possibilitou também que o estado criasse, em 2008, a Fundação Amazonas Sustentável, em parceria com o Banco Bradesco.

 

FONTE: ASSESSORIA DE IMPRENSA

FOTO: ASSESSORIA DE IMPRENSA

 

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!