MORRE FERNANDO LIRA UM DOS FUNDADORES DO MDB

15/02/2013 18:39

 

O ex Ministro da Justiça, Fernando Lira, de 74 anos, faleceu na tarde desta quinta feira, 14, no Instituto do Coração, em São Paulo, onde estava internado desde 5 de janeiro, depois de ser transferido de um hospital da capital pernambucana, onde deu entrada no dia 29 de dezembro.

Lyra  tratava uma infecção urinária que havia piorado o quadro de insuficiência cardíaco.  O corpo do político chegou hoje, 15, pela manhã em Recife às 11h. O velório ocorreu na Assembléia Legislativa de Pernambuco (Alepe), com visitação aberta. O sepultamento foi no final da tarde de hoje, no cemitério Morada da Paz, em Paulista, no Grande Recife.

O pernambucano viveu a infância e a adolescência em Caruaru, no Agreste pernambucano. Formou-se em direito, mas não abraçou a profissão , porque dedicou toda a vida à política. Foi um dos fundadores do antigo Movimento Democrático Brasileiro (MDB), que mais tarde passou a se chamar PMDB.

Em 1966, ganhou a primeira eleição e ocupou uma cadeira na Assembléia Legislativa de Pernambuco, mas teve o mandato interrompido dois anos depois pelas forças da repressão. Quatro anos depois, em 1970, se elegeu deputado federal e renovou o mandato por mais seis vezes.

Em Brasília, destacou-se como um dos parlamentares mais atuantes do Congresso. Foi também um dos criadores do Grupo dos Autênticos - formado por deputados e senadores que, dentro e fora do Congresso, faziam oposição constante à ditadura militar instalada no País em 1964.

Em 1984, se engajou na luta pelas eleições diretas e percorreu o País ao lado de lideranças políticas como Tancredo Neves e Ulysses Guimarães. Com a derrota, na Câmara dos Deputados, da emenda que previa o restabelecimento das eleições diretas para presidente da República, Fernando Lyra partiu para uma alternativa: articulou o lançamento da candidatura de Tancredo Neves à presidência pelo voto indireto, através do colégio eleitoral.

"Eu não escolhi ser coordenador. Eu me transformei em coordenador por conta do processo", contou o ex-deputado em longa entrevista à TV Câmara, gravada no Recife em 2008, exibida pelo canal em 2009 e disponível na internet.

 

FONTE : G1

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!